[Opiniões BD] O Orlando Bloom estragou tudo; Fossa nova; Elementar, meu Caro Marcus



O Orlando Bloom estragou tudo
Colecção: Foxtrot
Bill Amend

Adorei! Não conhecia este autor nem esta colecção, mas adorei! Um casal com 3 filhos adolescentes, em que o mais novo é um típico “nerd” e os outros dois são os típicos adolescentes, com mudanças de humor disparatadas e imensas peripécias do dia-a-dia engraçadas. A interacção entre as várias personagens é genial, principalmente por todas elas terem personalidades distintas e bem marcadas. Gostei especialmente das inúmeras referências a sagas como Star Wars e o Senhor dos Anéis - existem várias discussões entre os irmãos Jason e Paige, porque ela gosta da trilogia do Senhor dos Anéis por causa do actor Orlando Bloom e o Jason não percebe como é que alguém só tem olhos para o actor, não percebendo nada (nem querendo perceber) do mundo da Terra Média. A música clássica também teve os seus momentos, sendo referida nalgumas tiras.
Um livro repleto de humor, histórias originais, e personagens muito fortes.
Adorei! Tenho de ler mais livros desta colecção! 



Fossa Nova
Colecção: Zits #9
Jerry Scott, Jim Borgman

Não conhecia nada da colecção de Zits, tendo sido o primeiro livro que li destes autores. Achei este livro muito giro - com histórias simples e um humor subtil, consegue fazer uma crítica fiel à vida e pensamentos de um adolescente. Grande parte do livro foca a interacção de Jeremy com os pais, tendo cenas hilariantes e muito reais.
Houve vários momentos em que eu revi a minha adolescência - teimosia, indiferença e casmurrice com os meus pais…realmente a “idade do armário” é tramada.
Um livro de humor muito agradável, que ajuda a descontrair e a desligar a mente.
 


Elementar, Meu Caro Marco
Colecção: Foxtrot
Bill Amend

Este é o segundo livro que li da colecção FoxTrot e ficou bastante aquém do primeiro – O Orlando Bloom estragou tudo. Gostei imenso do outro volume devido às imensas referências ao Senhor dos Anéis, ao Star Wars, e aos pequenos pormenores relacionados com música e com o mundo que normalmente associamos a “nerds”. Neste volume, este caso não acontece da mesma forma. A interacção dos vários elementos da família continua a ser excelente, principalmente porque são três irmãos muito diferentes, em que os dois mais velhos, Peter e Paige, acabam por se juntar na tentativa de perceber o irmão mais novo, Jason, que vive no seu próprio mundo, e que usa termos que ninguém percebe. São histórias bem pensadas, com um humor inteligente muito próprio, mas muito cativante. Apesar de não ter gostado tanto como do outro volume, gostei bastante deste.

Previous
Next Post »