[Opinião] Jesus Cristo Bebia Cerveja - Afonso Cruz





Editora: Alfaguara
Páginas: 252
Classificação: 4,5/5






Sinopse
Parece que a morte vem sempre à tona”, frase como estas marcam o tom do novo e esperado romance de Afonso Cruz, obra finalista do Grande Prémio de Romance e Novela da APE 2012.
Com a originalidade que o caracteriza, Afonos Cruz, constrói uma narrativa de personagens singulares e marcantes, numa terra quase imaginária, que é o Alentejo.
Uma pequena aldeia alentejana transforma-se em Jerusalém graças ao amor de uma rapariga pela sua avó, cujo maior desejo é visitar a Terra Santa. Um professor paralelo a si mesmo, uma inglesa que dorme dentro de uma baleia, uma rapariga que lê westerns e crê que a sua mãe foi substituída pela própria Virgem Maria, é algumas das personagens que compõem uma história comovente e irónica sobre a capacidade de transformação do ser humano e sobre as coisas fundamentais da vida, como o amor, o sacrifício e a cerveja.


Opinião
É me extremamente difícil falar sobre este livro.
Quando terminei o livro senti-me extremamente triste, com um sentimento de impotência, e com o coração “nas mãos”. Afonso Cruz tem o dom de nos fazer sentir pena das personagens como se estas fossem seres reais, devido à humanidade que lhe incute. A sua escrita é por vezes bastante crua, mas ao mesmo tempo poética. A realidade crua da vida está descrita sobre a forma de uma prosa suave e bastante metafórica, parecendo que está a narrar um conto suave e melancólico, apesar de mostrar o lado mais negro do ser humano.
É também difícil falar sobre livro, porque sei que me faltam palavras para exprimir a qualidade da história e da escrita.
A história aborda diversos temas: a velhice, no qual demonstra o deteriorar do corpo e da mente; a solidão, tanto de uma velhinha como da sua neta que tem de cuidar da avó sozinha e arranjar forma de subsistir; a incerteza do futuro; a forma como diferentes culturas lidam e analisam os mesmo problemas  – a existência da alma, a ciência, a fé e o amor.
É uma história real, que choca pela forma como o autor põe a nu alguns temas mais púdicos. Uma história que nos “persegue” quando acabamos de ler o livro, devido à sua profundidade. Uma história muito bem contada, uma escrita extremamente original e personagens carismáticas e reais.
Apesar de todos os elogios ao livro, foi um livro que me pesou na alma…não penso ler, tão cedo, outro livro do mesmo autor.

Previous
Next Post »

Mensagens populares