[Opinião] Morte em Pemberley - P. D. James




Título Original: Death comes to Pemberley
Tradução: Tânia Ganho
Editora: Porto Editora
Páginas: 304
Classificação: 4,5/5





Sinopse
1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy – o famoso par de Orgulho e Preconceito -, casados há já seis anos e com dois filhos, não podiam estar felizes na imponente propriedade rural de Pemberley. Até ao dia em que Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido foi assassinado na floresta.
Em Morte em Pemberley, P. D. James combina as suas duas maiores paixões: a literatura policial e a obra de Jane Austen. O romance é uma clara homenagem à grande autora novecentista, mas faz justiça também às melhores histórias de assassinato, seguindo a tradição dos grandes romances de mistério sobre a aristocracia inglesa. Ou não fosse P. D. James a grande senhora do crime nas terras de Sua Majestade…

Opinião
Um retorno a Pemberley mais sombrio, mais pesado, mas com o mesmo brilho e opulência criado por Jane Austen.
Adorei a forma como P. D. James conseguiu dar continuidade à história criada por Austen, sem alterar as personagens nem o contexto em que vivem. Obviamente a história é de um género totalmente diferente dos romances de Austen, mas o carácter e personalidade de cada personagem mantém-se inalterado.
Passados 6 anos desde o casamento de Elizabeth com Mr. Darcy as suas vidas, até aqui pacíficas, levam um abanão quando Wickham volta a Pemberley. Wickham é considerado suspeito pela morte do seu grande amigo, Capitão Denny, que decorreu no bosque da propriedade de Mr. Darcy. Este homicídio leva a família Darcy a passar por um período conturbado, agravado também pela presença de Lydia, em Pemberley, e do seu típico histerismo.
O livro mantém o suspense sobre o homicídio até ao final do livro, sendo o desfecho totalmente inesperado. Todos os pormenores que vão surgindo na história são explicados no final, não ficando “pontas soltas” por resolver. Toda a história está muito bem imaginada e está descrita de uma forma que consegue agarrar o leitor da primeira à ultima página.
Gostei imenso da forma como a escritora encaminhou a história, e da forma como conseguiu “encarnar” a escrita de Austen. Além da escrita ser excelente, da história bem fundamentada e o suspense constante, o ponto alto do livro foi, para mim, a forma como as personagens mantiveram a mesma personalidade e o mesmo pensamento do livro original para esta “sequela”. Foi muito bom voltar a “conviver” com as personagens de Austen, e foi muito curioso “vê-las” fora do universo de Austen.
Um livro a não perder! Aconselho-o vivamente a todos os amantes de mistério e aos seguidores da obra de Jane Austen.

Previous
Next Post »

Mensagens populares