[Opinião] Danças & Contradanças - Joanne Harris





Título Original: Jigs & Reels: Stories
Tradutor: Teresa Curvelo
Editora: Asa
Páginas: 224
Classificação: 4,5/5




Sinopse
As sarcásticas histórias de Danças & Contradanças podem ser resumidas em duas palavras: malévolas e maliciosas. Como em muitos dos seus romances, Joanne Harris consegue combinar de uma forma única situações e personagens comuns – e até banais – com o extraordinário e o inesperado. Mais do que nunca, a autora dá largas à sua imaginação e apresenta-nos uma exuberante e prodigiosa caixa de Pandora que contém tudo quanto é extravagante, estranho, misterioso e perverso. De bruxas suburbanas a velhinhas provocadoras, monstros envelhecidos, vencedores de lotaria suicidas, lobisomens, mulheres-golfinho e fabricantes de adereços eróticos, estas são vinte e duas histórias onde o fantástico anda de mãos dadas com o mundano, o amargo com o doce, e onde o belo, o grotesco, o sedutor e o perturbador estão sempre a um passo de distância.

Opinião
A minha história com os livros da Joanne Harris não começou da melhor maneira. Li o livro “Chocolate” há muitos anos e não gostei. Foi há tanto tempo que já não me lembro das razões que me levaram a não gostar da leitura. Provavelmente era muito jovem para perceber o mundo metafórico que a autora relata ou, pura e simplesmente, não era o tipo de história que me interessava na altura. Entretanto, vi o livro "A Marca das Runas" nas livrarias, e como as opiniões que li eram muito positivas, decidi lê-lo. Gostei, mas não me encheu as medidas.
Há alguns meses encontrei este livro em promoção e, apesar do último livro que tinha lido dela não me ter fascinado, achei que devia dar mais uma oportunidade à autora. Ainda bem que o fiz!

A autora, desta vez, encheu-me as medidas. Neste livro constituído por vários contos, existe algo que os une – uma escrita extremamente absorvente, crua e directa, repleta de ironia e malícia. Personagens aparentemente banais que, durante a leitura, se transfiguram; criaturas do imaginário, cenários irreais mas extremamente verdadeiros por comparação com o nosso quotidiano - são estes mundos e personagens que tornam a escrita de Joanne Harris única e arrebatadora.
Nos seus contos encontramos constantemente críticas à sociedade – aos estigmas e aos paradigmas que povoam o nosso mundo, como também às várias características do ser humano (o ciúme, a maldade, a vaidade, a inveja, a inocência…).
Alguns contos ficaram gravados na minha mente pela forma como a autora abordou determinados temas. Como por exemplo, a história de duas senhoras de idade que queriam fazer uma pequena extravagância (comprar uns sapatos vermelhos ou ler um livro de um género mais picante), e não lhes era permitido ter essa pequena felicidade porque a sociedade não o aprovava; uma mulher inocente e extremamente bondosa, que se vê envolvida numa venda de roupa erótica sem se aperceber, porque todos os seus “amigos” pensavam que ela seria demasiado “burra” para o perceber; uma história contada pelos olhos de uma jovem de 13 anos que pensava que a beleza perfeita era o essencial na vida, modificando o corpo à sua vontade sem pensar nas consequências que poderiam aparecer nos anos seguintes.

Esta escritora conseguiu algo fantástico. Eu não gostava de contos e adorei este livro. Adorei cada conto por si só, como também pelo conjunto, visto que em todos eles a escrita de Harris é extremamente marcante.

Uma autora para ler e devorar!

Previous
Next Post »

3 comentários

Write comentários
Tânia G.
AUTHOR
30 de setembro de 2014 às 16:36 delete

Olá,
Esta autora nunca chamou a minha atenção e nunca li nenhum livro dela mas fiquei curiosa com este.
Devo começar por este?

Reply
avatar
30 de setembro de 2014 às 17:36 delete

Também gostei muito deste livro...acho que foi o 1.º de contos que li :) O meu favorito dela é o Aroma das Especiarias...mas só faz sentido se se tiver em mente Chocolate e Sapatos de Rebuçado.

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
1 de outubro de 2014 às 00:15 delete

Olá!

Tânia, eu gostei muito deste livro mas, sinceramente, não sou especialista nesta escritora para te aconselhar o melhor livro para começar! :) De qualquer forma, se gostas de contos, este livro é muito especial.

Framboesa, tenho de voltar a ler o Chocolate e depois os outros livros desse conjunto (é uma trilogia, não é). Tenho mesmo de lhe dar uma segunda oportunidade.

Obrigada por comentarem!
Beijinhos e boas leituras

Reply
avatar