A Rapariga e o Espelho - Cecelia Ahern [Opinião]



Título Original: Girl in the Mirror
Editora: Editorial Presença
Páginas: 80
Classificação: 4/5






Sinopse
Da conhecida autora de P.S. – Eu Amo-te, este livro inclui dois contos tão sedutores quanto estranhos e originais. Entre a magia e o esplendor, com certo pendor nostálgico, não deixa de transmitir uma ironia ligeiramente perversa que mexe com as emoções do leitor.
A Rapariga e o Espelho
Lila nem quer acreditar na sorte que tem…Encontrou o homem dos seus sonhos e está prestes a casar com ele. Mas quando um segredo do passado da família é revelado, exactamente no dia do seu casamento, a sua vida muda da forma mais inesperada…
A Máquina das Recordações
Dizem que nunca se esquece o primeiro amor…Mas o que poderá acontecer quando as memórias que mais acarinhamos se começam a desvanecer? Há quem faça todos os possíveis por recuperar o passado, e no caso de um homem com o coração destroçado isso significa descobrir a forma mais real de reviver esses momentos preciosos…


Opinião
A minha estreia na obra de Cecelia Ahern foi com este livro. Quando o comprei não reparei que era constituído por 2 contos. Não sou grande apreciadora de contos, mas gostei muito das histórias que constituem este livro.
O primeiro conto é A Rapariga e o Espelho, que mostra que não deveríamos tentar descobrir os segredos dos outros, porque estes também nos vão afectar. Uma história estranha, que relaciona o sobrenatural com a vida simples e mundana, e que reflecte, metaforicamente, como os segredos podem escravizar alguém. É uma história repleta de magia e de vários significados, com um final surpreendente.

A segunda história é tão nostálgica e mágica quanto a primeira. Pessoalmente, gostei mais desta. Uma história simples, mas extremamente bonita, mágica e tocante. Retracta a importância das memórias, da forma como vemos o passado, como este nos define, e como este pode influenciar o futuro. Os protagonistas na história são duas almas perdidas no mundo, que se apoiam mutuamente, apesar de não serem muito chegadas. Estranho? É uma relação estranha, num mundo estranho, que passa ao leitor uma sensação de desconforto mas, ao mesmo tempo, mostra como é que podemos confortar-nos com coisas tão simples como as memórias.
O que é mais curioso, é que esta sensação ocorre nos dois contos. São histórias que podem ser analisadas de diferentes prismas, em que cada pessoa poderá retirar ensinamentos diferentes, mas que ambas deixam o leitor a pensar.
Um livro bem escrito, com magia a interligar todas as palavras, e com uma encadernação belíssima, que ainda torna o livro mais bonito.

Estou desejosa de ler algo mais desta autora.

Previous
Next Post »

3 comentários

Write comentários
Denise
AUTHOR
26 de abril de 2014 às 17:43 delete

Olá! :)

Tive a oportunidade de conhecer Cecelia Ahern pessoalmente quando esteve em Portugal, em 2009.
Já li quase todos os livros da autora e destaco, sobretudo, "Um Lugar Chamado Aqui". Um livro interessante sobre quando as coisas desaparecem. Porquê e para onde vão...

Foi lançado recentemente "O meu encontro com a vida". Li a sinopse e também me pareceu interessante :)

Boas leituras!

Reply
avatar
Lia
AUTHOR
26 de abril de 2014 às 18:39 delete

O primeiro e único livro que li da autora, até à data, foi o P.S - Eu Amo-te. Já conhecia outras publicadas, mas estão não. E fiquei super curiosa. Eu também não sou muito de gostar de ler contos, mas pode ser que à tua semelhança, também me surpreenda ;)

Beijinhos

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
27 de abril de 2014 às 17:16 delete

Olá!

Lia, realmente este livro surpreendeu-me :) Se quiseres que te empreste, avisa!

Denise, tenho mesmo vontade de ler mais obras desta autora. Vou por o "Um Lugar Chamado Aqui" na minha wishlist :p

Beijinhos e boas leituras

Reply
avatar

Mensagens populares