O Diário de um Banana #1 - Jeff Kinney [Opinião]


Título Original: Diary of a Wimpy Kid #1
Tradutor: Renato Carreira
Colecção: Os Diários de Greg
Editora: Booksmile
Faixa etária: a partir dos 9 anos
Páginas:226
Classificação: 1/5             



Sinopse
Em O Diário de um Banana, o autor e ilustrador Jeff Kinney apresenta-nos um herói improvável. Acompanhado por cartoons simples mas não simplistas, este livro apela a jovens de todas as idades. Greg Heffley começa por dizer no início do livro: Não esperem que eu me ponha para aqui com “Querido Diário” isto e “Querido Diário” aquilo, lançando-se em seguida numa explicação épica das dificuldades e tribulações da vida de um adolescente médio numa escola preparatória americana, com um texto suportado por cativantes desenhos. Com mais de cinco milhões de exemplares vendidos, Diary of a Wimpy Kid manteve-se estável na lista de best-sellers do New York Times durante mais de um ano e foi traduzido para mais de 20 línguas.

Opinião
Comecei a ler este livro por uma razão um pouco ridícula. Sinceramente, nunca tive grande curiosidade em relação a este livro infantil, mas uma colega de casa arranjou-o e deixou-o na cozinha. Já que ele estava lá sozinho e abandonado, acabei por começar a lê-lo enquanto esperava que o jantar acabasse de cozinhar. Li-o durante duas refeições – o jantar dessa noite e o almoço do dia seguinte.
Apesar de imensas opiniões muito positivas em relação a este livro, eu não gostei.

Penso que a criação deste livro tinha como objectivo produzir um livro sobre as vivências de uma criança de 9 anos, contando as peripécias da sua vida num tom leve e engraçado. Imagino que muitas crianças (e adultos) que leram o livro, acharam-no engraçado, com bons momentos de entretenimento. Eu, pessoalmente, não gostei do livro. A parte humorística acaba por roçar um humor um pouco “estúpido”, em que o protagonista demonstra ser egoísta, trapalhão, pateta e não dá valor à amizade. A parte que menos gostei foi quando Greg se vê metido numa confusão, em que acaba por incriminar o melhor amigo, sendo este castigado no lugar do protagonista. Greg acaba por confessar ao amigo que o culpado era ele, mas que o castigo que este estava a cumprir até lhe fazia bem….e ficou sinceramente chateado quando o amigo deixou de falar com ele. Greg achava que era extremamente maduro deixar o amigo arcar com as consequências de algo que ele não tinha feito. Pessoalmente, não achei piada a este episódio e apesar de ser um livro de humor para crianças, poderiam ter contado esta história de uma forma um pouco mais educativa.

A única coisa que gostei no livro foram os cartoons que acompanhavam toda a história. Muito simples mas ilustrativos e engraçados. Estes desenhos são, sem dúvida, o que levou este livro a todo este sucesso.

Apesar de tudo, não gostei. Apenas li até ao fim porque era pequeno e se lia muito depressa. Sei que muitas opiniões são bastante disparares da minha, mas foi com esta opinião que acabei o livro.

Comentários

  1. Adoro esta coleção! *-*
    Rio-me tanto!! *:D

    ResponderEliminar
  2. A sério Carolina? Ainda que gostaste...ainda bem que temos todos gostos diferentes :)

    ResponderEliminar
  3. Sim, gosto! E tudo por influência do meu irmão mais novo! :P
    Eu acho esta coleção engraçada não como literatura ou como exemplo de uma boa história (nada disso), mas por esses mesmos comentários sem nexo que me conseguem arrancar sempre umas boas gargalhadas! Ah, e gosto imenso dos cartoons! *-* leio os livros quando estou se tempo para me envolver numa história "a sério", mas preciso de ler algo que me distraia e divirta!
    Contudo, concordo que os livros nem sempre espelham moralidade correta (como o caso de o Greg ter acusado o amigo, que referiste) nem são ducativos... :s
    Nesse aspecto há muito melhores livros para as crianças! :)

    ResponderEliminar
  4. Sim, gosto! E tudo por influência do meu irmão mais novo! :P
    Eu acho esta coleção engraçada não como literatura ou como exemplo de uma boa história (nada disso), mas por esses mesmos comentários sem nexo que me conseguem arrancar sempre umas boas gargalhadas! Ah, e gosto imenso dos cartoons! *-* leio os livros quando estou se tempo para me envolver numa história "a sério", mas preciso de ler algo que me distraia e divirta!
    Contudo, concordo que os livros nem sempre espelham moralidade correta (como o caso de o Greg ter acusado o amigo, que referiste) nem são ducativos... :s
    Nesse aspecto há muito melhores livros para as crianças! :)

    ResponderEliminar
  5. Também gostei dos cartoons. São giros e muito apelativos...ainda bem que te divertes com os livros :)
    Eu quando estou nessa onde de ler histórias "menos sérias" acabo por ler bandas desenhadas tipo Mônica ou Tio Patinhas e assim :p

    ResponderEliminar
  6. Ahah! Lá está, é a mesma ideia!
    Eu também gosto da Mônica e do Tio Patinhas! ;) embora já há muito tempo que não leia nenhuma BD... :(

    ResponderEliminar
  7. Deixei-te um selinho no meu blogue: http://howtoliveathousandlives.blogspot.pt/2013/07/viajando-na-leitura-selo.html

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Carolina,
    Eu de vez em quando leio...e ultimamente comecei a ler Manga (que também não lia há muito tempo.
    Agora há uma revistinha que sai regularmente, "Comix", com histórias do Tio Patinhas, Donald, etc...sempre que vou às compras fico com vontade de trazer uma para casa :p

    Olá Mónica,
    Obrigada pelo selinho!
    Já vou "cuscar"...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Olá :D Tudo bem?
    Deixei-te um selinho no blog se quiseres dar uma vista de olhos ;)

    Bjinhos!

    http://quando-o-vento-sopra.blogspot.pt/2013/07/selo-viajando-na-leitura.html

    ResponderEliminar
  10. Obrigada Mafs!
    Já vou dar uma vista de olhos...:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Sim, conheço a "Comix"! O meu irmão costuma comprá-lá, e, às vezes, vou espreitando, embora não regularmente... :(

    ResponderEliminar

Enviar um comentário