O que me fica dos livros #2 [Jane Eyre]


"É bem certo que "quem ama feio, bonito lhe parece". O rosto moreno, as sobrancelhas espessas sobre os olhos negros e profundos, as feições acentuadas, a boca de desenho severo - tudo quanto nele respirava energia, resolução e força de vontade - não eram bonitos, segundo os moldes estabelecidos, mas, para mim, valiam mais e dominavam-me de tal forma que não podia eximir-me à sua influência. Tinha jurado a mim própria extirpar do coração aquele amor impossível e, no entanto, mal o vi, todas as minhas sensatas resoluções caíram por terra. Amava-o e não podia deixar de amá-lo."

Charlotte Brontë in Jane Eyre


Previous
Next Post »

Mensagens populares