Hugo - [Um Livro, Um Filme]



Título Original: Hugo
Ano: 2011

Género: Aventura, Drama, Família
Duração: 126 min.


Realização: Martin Scorsese
Intérpretes: Asa Butterfield, Chloë Grace Moretz, Christopher Lee






Este filme é a adaptação do livro com o mesmo título de Brain Selznick. A opinião do livro encontra-se aqui. Gostei imenso do livro, principalmente por toda a história ser contada através de desenhos, que tentam retratar a história como se fosse um filme. A primeira imagem que surge é uma lua. E essa imagem é depois tratada como se fosse filmada por uma câmara que se estivesse a distanciar, em que a lua vai ficando cada vez mais pequena, aparecendo depois Paris. Focando a imagem da cidade, a “câmara” faz o processo inverso, mas focando a estação de comboios. Assim a imagem vai se tornando cada vez mais pormenorizada, mostrando apenas a estação e depois o seu interior na hora de ponta. Vai focando mais até aparecer um rapaz – Hugo.
Como devem imaginar, depois der ver a história narrada com este tipo de pormenor, já tinha uma ideia de como iria ser o filme. Mas apesar de tudo, não foi isso que aconteceu. O filme desiludiu-me. Acho que os efeitos especiais sobrepuseram-se à história, sendo o enredo renegado para segundo plano. Deram demasiada importância aos pormenores e aos mecanismos, acabando por não mostrar os sentimentos e as memórias que muitas vezes passavam pelo coração da personagem principal.
Outra coisa que me levou a não gostar do filme foi o protagonismo dado ao guarda da estação,em que lhe foram adicionados vários componentes, como o problema na perna, o cão que andava sempre com ele e o romance com a florista (personagem que não surgia no livro). Poderiam ter dado mais relevo à história de Hugo, ao pai, ao tempo que ele passava a arranjar os relógios da estação de comboios, como também ao tempo que ele esteve a trabalhar na loja de brinquedos. Além de terem acrescentado vários pormenores ao guarda, excluíram uma personagem, o Etiene Pruchon, que não era uma personagem muito relevante para a história, mas que por acaso era uma personagem com quem eu tinha logo simpatizado. Etiene era um amigo de Isabelle que ajudou as duas crianças a desvendar o mistério à volta da vida de Méliès.

Concluindo, apesar de toda a propaganda que este filme teve, fiquei desiludida visto que o resultado ficou muito aquém das minhas expectativas.


Previous
Next Post »

2 comentários

Write comentários
11 de julho de 2012 às 21:41 delete

Olá Kel. Quando fui ver o «Hugo» achei que era um muito ligado à fantasia, e que não era um filme com um certo contexto histórico. Fiquei ligeiramente desiludida, mas essa é uma das consequências das expectativas. No entanto, continuo a achar que é um grande filme e claramente, Martin Scorcese esteve no seu melhor. Beijinhos :)

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
11 de julho de 2012 às 22:10 delete

Sim, as expectativas são tramadas :p
Mas provavelmente se não tivesse lido o livro teria gostado mais do filme. :)
Beijinhos

Reply
avatar