Guerra e Paz - Lev Tolstói [Opinião]



Título Original: Война и миръ

Editora: Editorial Presença

Páginas: 1º volume - 400 pág.
               2º volume - 436 pág
               3º volume - 452 pág
               4º volume - 416 pág

Classificação: 5/5






Opinião

Sinto uma grande responsabilidade ao escrever a minha opinião sobre esta obra. É uma das grandes obras literárias de sempre e de certa forma tenho algum receio de não lhe fazer jus com as minhas humildes palavras.

Para começar, li uma edição repartida em 4 volumes. Comecei o primeiro volume sem ter os restantes volumes em casa e, quando o acabei, comecei a ler outras coisas deixando esta majestosa obra à espera. Quando recebi o segundo volume, li-o e passado pouco tempo li o terceiro e o quarto volume de seguida. No meio disto tudo, a principal ideia com que fiquei, é que muitas vezes no meio do volume poderia ter partes mais monótonas, mas sempre que acabava um dos livros, estava numa parte tão emocionante, que queria pegar logo no volume seguinte.

Este livro tem todo o mérito de ser considerado um dos grandes clássicos da literatura. Tolstói é um escritor brilhante e um fantástico pensador. Penso que alguns dos grandes momentos do livro é quando Tolstói tece os seus comentários em relação à história, à grandeza do universo, aos acasos do destino, à mesquinhice humana e aos sentimentos mais profundos do Homem.
A história é totalmente inspirada em factos verídicos, mas descritos pela parte dos russos, em que não expõem Napoleão como um génio, mas como um peão nas mãos do destino. Tolstói diz que a história tem o final conhecido devido a vários acontecimentos que sucederam ao mesmo tempo, de pequenos pormenores que se não tivessem acontecido a guerra poderia ter um final completamente diferente. Para ele os grandes heróis foram os soldados que lutaram na guerra, que deixaram as famílias com o coração nas mãos, e que passaram meses com o exército a tentar expulsar o inimigo do seu território. Voltando a falar sobre a história, decorre durante a invasão de Napoleão à Rússia. Tal como o título da obra indica, o autor fala por um lado da guerra, das guerrilhas, das batalhas, dos treinos, dos soldados e das suas preocupações, e por outro lado da paz, dos bailes e festas que se continuam a fazer em casas de aristocratas, dos boatos da sociedade, dos enredos sociais.

Relativamente às personagens, Tolstói usa algumas pessoas reais, como é o caso do General Kutuzov, e tece alguns comentários às escolhas dele enquanto superior do exército, e até Napoleão e o Imperador Alexandre surgem na história. No início da leitura senti-me perdida pelo numeroso número de personagens, todas elas com muitas histórias para contar. As personagens são extremamente ricas, construídas como se fossem inspiradas em pessoas reais, com problemas, sentimentos, passado e futuro. As personagens que ganharam mais destaque foram o Príncipe Andrei Bolkonski, um ser humano nobre, com problemas com o pai e com um casamento infeliz, soldado exemplar, que no final consegue perceber o que é ser humano e o que é a beleza do mundo, sendo a sua irmã, Marie Bolkonski um poço de virtude que faz de tudo para que aqueles que a rodeiam estejam felizes; Pierre Bezukhov, com quem o autor mostra a maçonaria e quais os seus princípios, é talvez a minha personagem preferida, que surge como um bastardo com pouco futuro, e que vai crescendo e amadurecendo, tornando-se uma das personagens fulcrais da história. Ele vê sempre o melhor das pessoas, e mostra uma personalidade inigualável – tenta ver o melhor de cada pessoa, vê o mundo como um sítio belo e tenta amar o inimigo como se fosse um amigo; Helena Kuragin que é uma figura que gosta de bailes e festas, de estar “na boca do povo”, de se sentir rodeada de mimos e carícias; e Natasha Rostov onde vemos a juventude a florescer e a amadurecer. Todas elas dão o seu contributo para a história, e todas elas são fundamentais para o desenrolar da História.

Espero ter consigo dizer o que senti em relação a esta obra prima. É realmente uma obra que toda a gente deveria ter na estante.
Previous
Next Post »

9 comentários

Write comentários
Jojo
AUTHOR
11 de fevereiro de 2012 às 20:00 delete

Kel, primeiro parabéns pela coragem! Ler uma obra destas requer toda a fibra e bravura de uma leitora. Eu quero lê-la, mas ainda não ganhei coragem. Parece ser daqueles livros que se ama ou odeia a avaliar pelas críticas por esse mundo fora. Acho que antes deste irei ler a Anna Karenina.

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
11 de fevereiro de 2012 às 20:08 delete

Olá Jojo. Realmente foi preciso alguma coragem..mas valeu a pena!
A Anna Karenina está na minha lista, mas a sua leitura não deve ser para os tempos mais próximos.
Beijinhos

Reply
avatar
Paula
AUTHOR
11 de fevereiro de 2012 às 21:26 delete

Como sabes também já li esta obra, é UMA OBRA PRIMA.
Muitos dos personagens marcaram-me, cada um à sua maneira.
Adorei a forma como Tolstoi nos elucidou em relação a Napoleão e como Tostoi vê essa parte da história.
Parabéns pelo teu comentário, gostei!

Reply
avatar
11 de fevereiro de 2012 às 21:55 delete

Kel muitos parabéns pelo teu comentário!
Este livro é uma obra prima que merece toda a atenção e estima dos seus leitores visto ser não só um livro magnífico como também uma grande lição sobre a História e a Humanidade.

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
11 de fevereiro de 2012 às 22:12 delete

Olá Paula,
Sim, já tinha lido o teu comentário e acho que ficamos as duas com as mesmas ideias. Gostei especialmente de ver Tolstói a defender a "honra" dos russos, a mostrar o quão heróicos são, menosprezando as façanhas de Napoleão. :)
Ainda bem que gostaste do comentário! :)

Olá Patrícia, obrigada!
E tens toda a razão. Esta obra prima é realmente uma lição de História e de Humanidade! :)

Beijinhos e boas leituras

Reply
avatar
Landa
AUTHOR
12 de fevereiro de 2012 às 16:47 delete

Costumam dizer que a literatura Russa tem algo de extraordinário. Quem sabe, mais para a frente não ganho também coragem para ler uma obra destas. Talvez para começar um livro de menor dimensão mas Tolstoi é sem dúvida um dos grandes escritores que quero ler.

Boas Leituras

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
12 de fevereiro de 2012 às 16:51 delete

Realmente para começar este é um livro bastante grande....mas aconselho! Demora mas vale a pena! :)

Reply
avatar
15 de fevereiro de 2012 às 18:14 delete

Olá Kel
Já ouvi muito sobre esta obra (inclusive da tua parte). O número de páginas assusta-me um pouco :)

bjo

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
16 de fevereiro de 2012 às 17:19 delete

Olá Luís!
Sim, o número de páginas intimida mesmo! :p
Beijos

Reply
avatar

Mensagens populares