Fernão Capelo Gaivota – Richard Bach


Fernão Capelo Gaivota

Richard Bach


Páginas: 96

Classificação: 5/5






Sinopse

Havia, no Bando, uma gaivota especial, muito diferente das outras. Buscava a perfeição, queria voar sempre mais alto e mais rápido... Mas, para o Bando, isso era uma irresponsabilidade intolerável. A história maravilhosa da única gaivota que sabia que todas as aves são livres, mesmo que não tenham consciência disso...


Opinião

Um livro que se lê apenas de um folgo. É pequeno e com uma escrita tão poética, que parece que as palavras passam a música e nos enchem os ouvidos e o coração. so...
Fala sobre uma gaivota que não pertencia ao mundo em que vivia. Ela queria mais, ser melhor, aprender a voar como ninguém voava. O seu bando expulsa-a e ela segue o seu caminho, sozinha, mas feliz por fazer aquilo que gostava. Ele transforma-se naquilo que ambicionava, e acaba por mostrar ao seu bando como era bom ser assim. Mostra ao leitor como se podem ultrapassar os obstáculos e nunca ir a baixo por comentários vindo de terceiros. O que importa é o que o nosso coração manda e o que faz os nossos olhos sorrirem.

Um livro lindo!

Recomendo vivamente!

Previous
Next Post »

5 comentários

Write comentários
5 de maio de 2011 às 17:02 delete

Tenho este livro na minha wish list.

Parece ser uma história simples e bonita.

Sei que é um livro que está incluido no plano nacional de leitura.

Boas leituras...

Reply
avatar
Jojo
AUTHOR
5 de maio de 2011 às 20:56 delete

É dos meus favoritos! Fernão não se deixa limitar pela sua espécie e voa, há algo de poético nisso e de inspirador. Não se conformar e lutar pelo futuro!

Bjinhos Kel e boas leituras!

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
6 de maio de 2011 às 11:38 delete

miGuel é um livro pequenino, mas que dá mesmo gosto de ler!

Jojo, concordo contigo. o Fernão deve nos servir de inspiração para nunca desistir nem se conformar.

Beijos e boas leituras!

Reply
avatar
Landa
AUTHOR
6 de maio de 2011 às 14:05 delete

Quando era criança tinha muita curiosidade em ler este livro porque apareciam alguns excertos no meu livro de Lingua Portuguesa. Entretanto, nas prateleiras do meu pai encontrei o livro "Ilusões" e lembro-me de, na altura, ter gostado. Quem sabe um dia pegue nele já que se lê rapidamente.

Reply
avatar
Leitora
AUTHOR
7 de julho de 2011 às 23:49 delete

Este livro é simplesmente fabuloso.

Reply
avatar

Mensagens populares