Alice in Wonderland [Um Livro, Um Filme]



Pois bem, mais um filme do Tim Burton!
Quando este filme apareceu eu tentei logo ir ao cinema...mas acabei por não conseguir ir..
Fui sempre adiando a sua visualização e, ontem, numa noite entre amigas, decidimos ver este filme.
Gostei imenso, apesar de achar que Burton já fez filmes mais interessantes!

Não sabia que o argumento era uma adaptação da "Alice no País das Maravilhas", com um cheirinho da "Alice Através do Espelho". Pensava que era mesmo o segunda livro sobre a Alice de Lewis Caroll. Li o primeiro há alguns anos, ficando com uma sensação de espanto e de "palermice" no rosto! Sim, num mundo vindo do nosso imaginário tudo é possível! Mas por vezes aquele "tudo é possível" era demasiadamente impossível..mas já estou a divagar. Voltando ao filme!

Como não li o segundo livro, não sei exactamente em que pormenores ele pegou para este filme (tenho de ler esse livrinho!).
Mas mesmo assim, só a entrada no mundo de Lewis Caroll, com mais romance ou coisas sobrenaturais, com mais animais falantes ou não, é sempre um mundo riquíssimo para nos perdermos.

Mas apesar de tudo, foi uma adaptação bastante original, com um toque requintado dado por bons actores. Johnny Depp e Helena Bonham Carter são sempre espécimes perfeitas para estes filmes! As suas personagens estão muito boas! O Chapeleiro Louco não poderia estar melhor, tal como a Rainha de Copas!

Adorei outras criaturas deste filme. Falo de animais...A Lebre, do Chá com o Chapeleiro está brutal!!! Sempre que aparecia era um motivo para rir! Adorei os olhos do gato..sinistro, mas não tanto como o do filme da Disney (ou quando o vi era ainda pequena e pareceu-me verdadeiramente sinistro). Os cães são amorosos, e até o monstro que no início ataca Alice se torna mesmo fofinho (nota-se que é uma rapariga a falar, não é? :p).

Pois bem, gostei bastante do filme e recomendo a todos, principalmente aos amantes dos filmes de Tim Burton!




Previous
Next Post »

10 comentários

Write comentários
27 de janeiro de 2011 às 17:42 delete

É sempre bom ver um filme que se gosta.

Eu pessoalmente não gostei. Achei que até tinha um visual interessante mas a história não me conseguiu agarrar, ainda por cima vindo de quem vem, esperava algo mais parecido ao jogo American McGee's Alice.

Para mim os melhores filmes dele ainda são os mais antigos, onde ele podia trabalhar à vontade.

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
28 de janeiro de 2011 às 14:53 delete

Rapaz à Chuva, eu também acho que os melhores filmes dele são os mais antigos!
Adoro "The Nightmare before Christmas", Eduardo Mãos de Tesoura e o Batman!

Mas gosto sempre de ver os filmes dele..ainda não vi o 9..esse para já continua na lista de espera!

Reply
avatar
28 de janeiro de 2011 às 16:59 delete

Falta aí o "Beetlejuice" =P
Também tenho o "9" na minha lista de espera.

Reply
avatar
Green Fairy
AUTHOR
28 de janeiro de 2011 às 18:15 delete

Como já te tinha dito, este filme desapontou-me muito e considerei-o mesmo um desperdício de dinheiro (os bilhetes 3D são demasiado caros), embora tenha acontecido o contrário com o Coraline (que também vi em 3D).
Kel, tens de procurar o jogo American McGee's Alice. É épico! :D (Falando a sério, desconfio que não vais gostar, mas... give it a try).
Gostei do 9,mas continuo a achar que desde o Corpse Bride algo se perdeu no Burton.
Vou só acrescentar a essa lista o Sleepy Hollow e o James and the Giant Peach (este último tinha a capacidade de me amedrontar quando era pequena, por isso só o vi há pouco tempo :p).

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
28 de janeiro de 2011 às 22:19 delete

Green Fairy, já vou procurar o jogo! :p

Esqueci-me do Sleepy Hollow..e confesso que ainda não vi o James and the Giant Peach! :S (tenho de ver esse e o mars atack!!!!!)

Reply
avatar
28 de janeiro de 2011 às 23:37 delete

@Green Fairy: vem aí a sequela =D!!!

Acho que o único que nunca vi foi mesmo o "Big Fish".

Acho que o Burton funciona melhor quando pode escrever ele histórias originais, recentemente só tem feito adaptações que ficam aquém do original. Por exemplo: "Charlie e a fábrica de chocolates", vi os dois e gosto muito mais do original e o "Sweeney Todd" que comparado com o musical da Broadway, só ganha por ter melhores cenários e guarda-roupa, perde em tudo o resto.

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
29 de janeiro de 2011 às 00:23 delete

Sequela? De qual??

Rapaz à Chuva, tens de ver o Big Fish! É um dos meus preferidos! :D
Gosto do toque do Tim Burton nas suas adaptações. Não conheço o Charlie original, mas conheço o musical Sweeney Todd..acho que quando vi o filme pensei logo em tentar não associar mesmo ao musical, e pensar nele como apenas filme!

Reply
avatar
29 de janeiro de 2011 às 00:57 delete

A sequela é do tal jogo, American McGee's Alice.

Pois tenho, assim que tiver tempo é o próximo.

Eu não consegui porque adorava as músicas e até as sabia todas. Mas o que me "chateou" nesse filme foi não ter nenhum toque pessoal do Burton, ou se teve eu nem notei.

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
29 de janeiro de 2011 às 17:45 delete

Eu agora estou me a sentir confusa....a Green Fairy disse que eu muito provavelmente não irei gostar do jogo..afinal como raio é o jogo? É de que género???

Em relação ao Sweeney Todd nem sei o que dizer..eu gostei da performance dos actores e da forma como o filme foi realizado. Mas se calhar tens razão em não encontrar esse toque do Burton. Ele no fundo passou o musical para o cinema. Mas a história escolhida, só por si, mostra o lado mais escuro de Burton...aquele sangue, a escolha de roupas...

Reply
avatar
Green Fairy
AUTHOR
30 de janeiro de 2011 às 12:36 delete

Olha, não sabia, boa notícia! Já não jogo nada há imenso tempo...
Oh, eu só disse isso porque é um bocadinho macabro, Kel :p e nós já sabemos o que acontece se não tiveres um cachecol por perto para te salvar (private joke).
Nem sei como me esqueci do "Big Fish", é muito diferente dos outros, mas muito especial por isso mesmo.
Quanto ao Sweeney Todd, eu não conhecia o musical, só li o livro (a verdadeira história), e sou capaz de concordar com o Rapaz À Chuva, porque esses elementos "sangrentos" existem até mais no livro do que no filme, o Burton não lhe acrescentou nada de relevante, apenas o elenco típico dele. Quanto ao elenco, é óbvio que qualquer fã do Burton também adora o elenco, só que como actores de musical deixaram muito a desejar.

Reply
avatar