Os Direitos Inalienáveis do Leitor




1.O direito de não ler
2. O direito de saltar páginas
3. O direito de não acabar um livro
4. O direito de reler
5. O direito de ler não importa o quê
6. O direito de amar os heróis dos romances
7. O direito de ler não importa onde
8. O direito de saltar de livro em livro
9. O direito de ler em voz alta
10. O direito de não falar do que se leu.


Capa de livro de Daniel Pennac: "Como um Romance"




Vi estes direitos no blog Atmosfera dos Livros e achei simplesmente fenomenal!
Não é assim que devemos agir??
Se nos dá vontade de ler, lemos; se não dá, podemos ler noutra altura, ou passar capítulos ou não ler até ao fim..o que importa é que os livros sempre estarão aqui para nós!
Previous
Next Post »

4 comentários

Write comentários
Carlinha
AUTHOR
2 de julho de 2010 às 15:44 delete

Adorei Kel, logo agora que ando a passar esta fase lei 20 páginas de um e passo para outro até encontrar o que mais me fascina kkkkkkkk, isto parece de doidos:)

Boas atmosferas, a minha está uma tempestade:)

Reply
avatar
cris
AUTHOR
2 de julho de 2010 às 19:06 delete

É verdade!
Nao gostava mto de abandonar um livro mas se ler é prazer, porque continuar com uma leitura que está a ser forçada?
Agora leio mto mas só o que me dá mesmo prazer...
visita o meu blog: o tempo entre os meus livros.
Um abraço, Cristina

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
3 de julho de 2010 às 00:17 delete

Brigada Carlinha!!! Não desesperes..vais encontrar o livro "ideal"! :D

Cris, concordo contigo. O importante é ler o que dá prazer..já vou dar uma vista de olhos ao teu blog.

Beijos

Reply
avatar
10 de julho de 2010 às 15:49 delete

São 10 direitos com que me identifico. Aliás, até tenho alguns exemplos pessoais para cada um deles.

Reply
avatar